Dinâmica Espectral – Magica  Revolucionaria

Dinâmica Espectral: É uma tecnologia muitas vezes descrita como “mágica” é revolucionaria. Seu princípio se baseia em aplicar maior dinâmica ao espectro das frequências antes de qualquer compressão feita pelo processador,

O resultado é um som com muito mais detalhes salientando todas nuances, é como mostrar as emoções da música. Algo normalmente presente apenas em apresentações ao vivo.

A modelagem espectral é uma nova maneira de se aplicar processamento em áudio em FM

 

Spectral FM é uma tecnologia muitas vezes descrita como “mágica” é revolucionaria. Seu princípio se baseia em aplicar maior dinâmica em todo espectro de frequência, revelando todas nuances, dinâmicas, e emoções das músicas, algo normalmente presente apenas em apresentações ao vivo.

A modelagem espectral é uma nova maneira de se aplicar processamento em áudio em FM

 

A compressão é constantemente apontada como sendo a responsável por "velar" o som.

Isso ocorre principalmente quando o material a ser comprimido apresenta um mínimo de graves, capaz de representar a maior parte da energia do sinal. Esse é o caso das música em geral. Para evitar que harmônicos altos e sutis sejam "achatados" pelo comportamento dos graves, duas medidas são normalmente tomadas: diminui-se a taxa de compressão e aumenta-se o tempo de ataque, o que nem sempre dá bom resultado.

 

A modelagem espectral é uma nova maneira de aplicar o processamento dinâmico em todo o espectro de frequência que pode ajudar a equilibrar o som de instrumentos e vozes de uma forma que os compressores e equalizadores tradicionais não conseguiam  no passado. Da mesma forma que a modelagem transiente aplica o processamento dinâmico focalizado apenas à parte transitória de uma forma de onda no domínio do tempo,

 

MODELAGEM ESPECTRAL se utiliza processamento dinâmico focalizado apenas em certas áreas dentro do espectro de frequência. É uma forma de compactação sutil e de baixa proporção (low-ratio), empregada individualmente em dezenas de frequência conforme necessário, com constantes de tempo exclusivas e ajuste automático do thresholds com base no sinal de áudio de entrada.

Vai equilibrar o som de instrumentos e vozes de uma forma que os compressores e equalizadores tradicionais não conseguem. Suaviza e esculpe frequências problemáticas e agressivas, trabalha nos transientes percussivos, trabalha em sons excessivamente brilhantes, melhora o timbre e transientes sem afetar outros elementos do áudio de origem. Realmente faz muita diferença.

Artigo escrito por: Jorge Faria

Data:04/09/2021

Consultor de Broadcast da Audiotx e Stereotool FM

www.stereotool.com.br

www.audiotx.com.br