MODULAÇÃO SSB

INTRODUÇÃO

O rádio FM tem prestado um serviço notável ao público em todos estes anos. Oferecendo um serviço versátil e de qualidade.
 

Nota: Em 1939, Armstrong colocou a primeira FM em operação nos Estados Unidos, EM Alpine, Nova Jersey. Porem somente em 1942, a General Electric produziu os primeiros emissores em frequência modulada (FM), nos Estados Unidos. A primeira emissora de rádio FM no Brasil, foi a 'Rádio imprensa', fundada por Anna Khoury, em 1955.

A transmissão em FM estéreo começou em 1961.

O princípio da transmissão utiliza o método (DSBSC) Double Side Band Suppressed Carrier. Modulação de Amplitude em Banda Lateral Dupla

Apesar de ser um método muito robusto, enfrenta alguns desafios, como os efeitos de multipatch (multipercursos) presente nas grandes cidades, onde existe muitos edifícios e também em áreas montonhosas, ademais, novos sinais foram adicionados como o RDS (Serviços de sistema de dados) baseados em 57 kHz e também SCA em 92 kHz.

Estes serviços adicionados, contribuem para que a modulação fique mais reduzida, aumentando assim os efeitos de multipach (multipercursos) e distorção na recepção do sinal de FM pelos receptores.

O que foi tecnicamente, para melhorar o desempenho sonoro nas transmissões de FM e manter o ouvinte fiel, em um tempo onde os Streaming na Internet cada vez são presentes na vida das pessoas.

A Realidade:

Hoje uma pratica muito comum pelas emissoras de rádio é usar um processador de áudio FM para aumentar a modulação e loudness (peso). Utilizam uma técnica conhecida como Clipagem (recorte) que consiste em utilizar o limitador do processador na saída do gerador de estéreo e produzir um corte de até 3dB na banda básica do sinal estéreo (MPX). Porem esta técnica tem suas desvantagens, pois remove os harmônicos, produz distorção e deixa o som sem dinâmica.

Quase todos os processadores modernos utilizam esta técnica chamada de clipping.

 

SSB como alternativa.

SSB – Significa Single Side Band, em Português – Banda Única Lateral.

 

O uso da tecnologia SSB como mecanismo de transporte do sinal L-R.

 

Na figura “A” mostro o método convencional que é o DSB-SC, na figura “B” o método SSB-SC (single sideband suppressed carrier).

 

A banda lateral inferior é escolhida, pois reduz o espectro ocupado de 53 kHz para 38 kHz. Para suportar a matriz L + R / L-R correta no receptor, a amplitude da banda lateral inferior é aumentada em até 6dB. Isso oferece vários benefícios na recepção.

A

B

O método SSB possui um melhor desempenho, pois permite transmitir apenas em uma das bandas laterais, evitando o desperdício da portadora.

                                                       

O método convencional DSB gerara um espectro de até 53 kHz, enquanto o SSB requer apenas 38 kHz.

 

Benefícios do uso de single sideband suppressed carrier (SSB-SC)

 

1- Reduz a largura de banda ocupada na faixa do sub-canal L-R aumentando a modulação de FM por um fator de dois. Isso reduz diretamente a distorção e multipercursos.

2- Reduz a largura de banda geral da transmissão de FM reduzindo a degradação do desempenho do sinal em estéreo, causado pela largura de banda finita de filtros de banda passante, cavidades, sistemas de multiplexação e antenas.

3- Cria proteção adicional para sinais de RDS/RBDS, SCA e HD rádio. Nota: Com o aumento da potência do HD Radio, a redução do espectro composto beneficia os receptores convencionais devido à menor sobreposição de demodulação do sinal de HD Radio

4- Compatível com todos os monitores de modulação existente no mercado.

5- Compatível com os rádio receptores modernos.

6- Produz menos harmônicos no espectro de FM, quando se utiliza o recorte de clipping no sinal composto do processador de FM.

7- Melhora o sinal-ruído (SNR) na demodulaçao em até 4dB no receptor, quando transmitido em SSB e o decodificador for SSB.

 

Nota:

Em 1987, Bob Tarsio, engenheiro sediado em Nova York e presidente da Broadcast Device, estudou e escreveu sobre SSBCS como um método alternativo para gerar estéreo em FM, e sua potencialidade para reduzir ruídos e multipatch (multipercursos). Outros engenheiros – Incluindo Bill Gillman, engenheiro chefe da Getner Electronics em 1997e mais recentemente Brian Beezley, engenheiro de design aposentado, juntamente com Frank Foti e Bob Orban avaliaram a tecnologia em detalhes.

Artigo escrito por: Jorge Faria

Consultor de Broadcast da Audiotx e Stereotool FM

www.stereotool.com.br

www.audiotx.com.br

Siga-nos nas redes sociais

  • Black Facebook Icon

Copyright © 2020 David Faria. All Rights Reserved.